TERAPEUTAS
André Gandur
Marilene Coelho

 
 
 
 

Insônia
Tratamento com Aromaterapia

 
 

De acordo com a Associação Brasileira do Sono (ABS), 73 milhões de brasileiros têm insônia. Para quem leva uma vida agitada e cheia de preocupações, dormir 8 horas seguidas é um sonho distante.

O sono é de extrema importância para o organismo. A falta dele pode gerar estresse, ansiedade, hipertensão, entre outros males que podem prejudicar nossa saúde física e mental - e até mesmo a jornada de emagrecimento.

A boa notícia é que é possível investir em métodos simples e comprovados que podem ajudar a combater as noites em claro. A seguir, você descobre quais são os óleos essenciais que ajudam no sono.

  • Lavanda

A lavanda é conhecida por seu aroma envolvente e pela beleza de suas flores. O óleo essencial extraído dessa planta tem propriedades analgésicas e relaxantes. Não é à toa que ele é um dos óleos essenciais que ajudam no sono mais indicado por terapeutas.
Por ser bastante suave, ele pode ser usado de diferentes maneiras. Você pode adicionar algumas gotas no travesseiro ou fazer compressas quentes, em água para escalda-pés e até mesmo em difusores de aroma. Outra dica é diluir em um óleo vegetal - como o óleo de coco - e fazer massagem relaxante.

  • Bergamota

A bergamota é grande aliada no combate à ansiedade. O limoneno, principal elemento da sua composição química, promove um profundo relaxamento quando inalado, reduzindo os sintomas de ansiedade e estresse.
Para tranquilizar os pensamentos que causam insônia, você pode pingar uma gota deste óleo essencial no em uma xícara de chá de camomila ou do sabor da sua preferência. Outra opção é misturá-lo a óleos essenciais derivados de madeira e fazer uma massagem.

  • Camomila

O óleo essencial de camomila pode ajudar aliviar problemas de sono relacionados a preocupações. Graças aos seus efeitos calmantes, ele é grande aliado no tratamento de irritações na pele, coceiras ou desconfortos que podem atrapalhar o sono.
Adicione 1 gota ao seu chá de camomila e tome antes de dormir. Isso potencializa os efeitos da bebida no organismo e ajuda a relaxar ainda mais. Outra opção é combinar com óleos essenciais de lavanda e cedro para fazer massagem ou usar no difusor.

  • Flor de laranjeira

Também conhecido como óleo de néroli, o óleo essencial de flor de laranjeira é conhecido por sua presença impactante na produção de perfumes. Além disso, ele conta com propriedades relaxantes e sedativas.

Você pode fazer uma mistura de 5 gotas de óleo essencial de laranjeira e a mesma quantidade de óleo essencial de lavanda. Inale a composição por alguns minutos antes de se deitar. Se preferir, coloque a mistura em um difusor de aromas.

  • Zimbro

O óleo essencial de zimbro também pode ser encontrado pelo nome de junípero. Ele é conhecido por suas propriedades desintoxicantes, oferecendo alívio em dores nos músculos e nas articulações.
Para manter o corpo relaxado durante as horas de sono, dilua 10 gotas em 50ml de óleo vegetal e massageie todo o corpo, principalmente nas áreas doloridas. Você também pode usar durante o banho, adicionado 5 gotas à esponja.

  • Angélica

Também conhecida como raiz-do-espírito-santo, a angélica ajuda a acalmar a ansiedade e, consequentemente, a promover um sono mais tranquilo. Além disso, seu óleo essencial possui um efeito tônico, melhorando a respiração e o sistema digestivo.
Geralmente, o óleo de angélica é consumido por meio de massagens relaxantes. A dica é misturar com óleo de manjericão, óleo de cedro e óleo de cardamomo a um óleo vegetal de sua preferência e massagear o corpo antes de dormir.

  • Valeriana

Muito conhecida na medicina popular, a valeriana possui propriedades calmantes. Ela ajuda a combater a ansiedade, alivia os sintomas de tensão nervosa e é grande aliada do sono.
Seu óleo essencial pode ser usado em forma de massagem. Outra opção é usá-lo durante o banho, colocando de 2 a 3 gotas na esponja. Você também pode adicionar algumas gotas no escalda-pés ou difusor para ambientes.

Fonte: https://www.vigilantesdopeso.com.br/br/artigos/oleos-essenciais--ajudam-sono

 

 

Óleos Essenciais Analgésicos

 
 
Com a utilização dos óleos essenciais analgésicos, a percepção da dor é suprimida, quando algumas moléculas terpênicas desses óleos ocupam os nociceptores, estimulando-os e excitando-os até que se tornem dessensibilizados. Nesse processo, a dor será atenuada. Conforme várias comprovações científicas, os óleos essenciais agem tanto localmente contra a dor como no sistema nervoso central, o que os torna uma alternativa à morfina (opioide) em algumas instituições, como esclarece Dominique Baudoux, em O Grande Manual da Aromaterapia.

Shirley Price cita como sendo óleos essenciais analgésicos e antálgicos os de bétula, camomila, cravo-da-índia, hortelã, lavanda e olíbano. Dentre os óleos essenciais analgésicos, podem-se destacar os de alecrim, capim-limão, eucalipto, funcho, limão, manjericão, pimenta-negra, sálvia-esclareia, tomilho e tea tree.

Segundo Jane Buckle, através da inalação, certos componentes analgésicos presentes no óleo essencial podem afetar os neurotransmissores dopamina, serotonina e noradrenalina em receptores cerebrais, como por exemplo o óleo essencial de bergamota, que pode afetar a plasticidade sináptica dos neurotransmissores.

Por meio do uso tópico, alguns componentes dos óleos essenciais são aquecedores, como o 1,8 cineol no eucalipto, enquanto outros são refrescantes, como o mentol na hortelã. Outros ainda podem ter ação antiespasmódica, como o acetato de linalila na lavanda, ação anti-inflamatória, como o sesquiterpeno camazuleno na camomila-alemã e ação analgésica tópica, como o citronelal no capim-limão.

Embora o uso oral possa não estar dentro do alcance de alguns profissionais de saúde, pesquisas mostram que certos componentes dos óleos essenciais têm efeitos analgésicos quando tomados oralmente. Por exemplo: no Jornal de Gastroenterologia de dez/1997, para determinar a eficácia e a tolerabilidade de uma formulação de óleo de hortelã-pimenta com revestimento entérico (Colpermin), foi realizado um estudo clínico prospectivo, randomizado, duplo-cego e controlado por placebo em 110 pacientes ambulatoriais (66 homens/44 mulheres, com 18 a 70 anos de idade) com sintomas da síndrome do intestino irritável. Nesse experimento, o medicamento testado foi eficaz e bem tolerado. Em 2014, nova pesquisa foi realizada para avaliar a eficácia e segurança das cápsulas de óleo de hortelã-pimenta com revestimento entérico em comparação com placebo no tratamento da síndrome do intestino irritável ativo. Concluiu-se que o óleo de hortelã-pimenta encapsulado é um tratamento seguro e eficaz a curto prazo para o SII, como relatado por R. Khanna, J. K. MacDonald e B. G. Levesque, no estudo Peppermint oil for the treatment of irritable bowel syndrome: a systematic review and meta-analysis.
Em sua pesquisa Analgesic-like activity of essential oils constituents, Damião de Sousa, da Universidade Federal de Sergipe, resume que, dentre os resultados de 43 componentes de óleos essenciais que tinham propriedades analgésicas, 62% foram monoterpenos, 18,6% foram sesquiterpenos e 18,6% foram de outros constituintes, mostrando o potencial dos óleos essenciais e/ou de seus componentes para funcionar por conta própria ou para acentuar os efeitos de remédios analgésicos.

 

 

Óleos para Aumentar a Imunidade

 
 

As emoções que sentimos estão diretamente relacionadas à nossa imunidade. Por isso, os óleos essenciais podem proporcionar muitos benéficos para sua mente e corpo, inclusive para aumentar a imunidade, tudo isso por causa de suas atividades biológicas.

Óleos essenciais oferecem uma maneira mais segura e natural para combater várias doenças, atuando principalmente no fortalecimento do sistema imunológico.

A seguir óleos utilizados para aumentar a imunidade:

  • Óleo Essencial De Canela
  • Óleo Essencial De Cravo
  • Óleo Essencial De Eucalipto
  • Óleo Essencial De Lavanda
  • Óleo Essencial De Limão
  • Óleo Essencial De Orégano

Todos esses óleos são uma alternativa para aumentar a imunidade. No entanto, o uso dos óleos desintoxicantes devem estar alinhados com boa alimentação e prática de exercícios físicos.

Fonte: https://drjulianopimentel.com.br/artigos/aumentar-a-imunidade/

 

 

Como Funciona a Aromaterapia

 
 

Durante séculos, os óleos essenciais desempenharam um importante papel como fragrâncias com potencial curativo para o corpo, a mente e o espírito.

Essas moléculas de aroma são substâncias químicas e orgânicas muito potentes que tornam o ambiente livre de doenças, bactérias, vírus e fungos. Seu caráter versátil de natureza antibacteriana, antiviral e anti-inflamatória, assim como de reforço imunológico, com efeito hormonal, glandular, emocional, circulatório, calmante e ativador da memória e do estado de alerta, é bem documentado por muitos cientistas. Vários projetos-piloto e estudos foram conduzidos em humanos para decifrar sua natureza e papel no tratamento de doenças e distúrbios.


Os óleos essenciais são conhecidos por seu caráter específico de energia, pois sua potência não se perde com o tempo e a idade. Suas propriedades estimulantes derivam de sua estrutura, que é muito semelhante a dos hormônios reais.

O potencial de penetração desses óleos para atingir tecidos subcutâneos é uma das mais importantes características dessa terapia. Seus efeitos são ao mesmo tempo complexos e sutis devido à sua estrutura igualmente complexa e às suas propriedades químicas.

O mecanismo de ação da aromaterapia envolve a integração dos óleos essenciais em um sinal biológico de células receptoras no nariz quando inalados. Esse sinal é transmitido para a parte límbica do cérebro e para o hipotálamo através do bulbo olfatório.

Isso faz com que o cérebro libere mensageiros neurais, como serotonina, endorfina, etc., para ligar o sistema nervoso a outros sistemas do corpo, garantindo a mudança desejada e proporcionando uma sensação de alívio. Serotonina, endorfina e noradrenalina são liberadas pelo uso, respectivamente, de óleos calmantes e óleos estimulantes, para proporcionar o efeito esperado na mente e no corpo.

Fonte: https://revistamedicinaintegrativa.com/aromaterapia-a-acao-dos-oleos-essenciais/

 

 

 

Como a AROMATERAPIA pode ajudar nas doenças do Inverno

 
 


A AROMATERAPIA é uma técnica que utiliza os óleos essenciais produzidos pelas plantas para equilibrar a saúde física e emocional do ser humano.

O óleo essencial de Teatree (melaleuca) é um excelente antibactericida e imunoestimulante, entre outras propriedades, e isso significa que fortalece sua imunidade tanto física quanto emocional, fazendo com que os vírus, bactérias e os pensamentos e emoções negativas não se alojem em você. Cuidando tanto do físico como do emocional você não dá chances para as doenças se aproximarem.
Temos também os óleos essenciais de eucalipto que fortalecem os pulmões e auxiliam nos processos respiratórios e, utilizados em conjunto com o tratamento convencional, pode acelerar o processo de cura dos sintomas dos resfriados e alergias.

Outra situação bastante desafiadora no inverno é a friagem no corpo, principalmente nas extremidades: mãos e pés gelados que deixam todo o corpo frio.

Os idosos, devido às perdas fisiológicas, sofrem ainda mais com isso. E para auxiliar nesse processo temos os cremes com os óleos essenciais de canela, gengibre, noz moscada, entre outros. Eles aquecem tanto o corpo quanto o coração, trazendo aquele calor gostoso que aconchega a alma.

Embora sejam todos óleos naturais, devem ser utilizados com precaução, afinal são muito potentes. Por isso consulte sempre um AROMATERAPEUTA para saber a forma exata da utilização desses óleos e suas contraindicações.

Fonte: https://seniorgym.com.br/como-a-aromaterapia-pode-ajudar-nas-doencas-do-inverno/
Autora:Tatiane Stroppa
Psicoterapeuta Integrativa e Aromaterapeuta – ABRATH-BR 4870

 

 

Aprenda a usar a aromaterapia em cada ambiente do seu lar

 
 
Quando estamos em um ambiente, todos os nossos sentidos trabalham em conjunto para nos despertar o bem-estar, o conforto, ou outros sentimentos. É aí que aromaterapia surge como uma tática para despertar o nosso olfato e difundir sensações.

Afinal de contas, sentir o cheiro de algo pode nos trazer boas lembranças e permitir uma interação direta com o ambiente que nos rodeia, pois o olfato age no nível do nosso subconsciente – por isso, alguns cheiros são até mesmo nostálgicos.
A técnica é baseada no estudo dos óleos essenciais, extraídos de plantas, flores e raízes, que são amplamente utilizadas para promoção do bem-estar físico e mental.


Cada óleo essencial serve para um propósito.
No entanto, é preciso saber como usar corretamente cada tipo de aroma, dependendo do espaço e de quais sensações deseja-se despertar naquele ambiente.
Como usar os óleos essenciais na sua casa
A partir da liberação de partículas dos diferentes óleos essenciais, é possível estimular diferentes partes do cérebro. Assim, a aromaterapia pode:

  • Aliviar a ansiedade e o estresse;
  • Melhorar a insônia, asma e resfriados;
  • Promover o bem-estar;
  • Fortalecer as defesas do corpo.

A melhor forma de usar os óleos essenciais é por meio da inalação, pois ela permite que as moléculas cheguem mais fácil ao cérebro, para o despertar das emoções.
Mas, se a intenção é deixar todo o ambiente aromatizado, o melhor é criar uma nuvem de fumaça, por meio de um aromatizador, que irá espalhar o odor em todo o cômodo.
A evaporação também é usada em casa, especialmente em quartos e dormitórios.
O método consiste na aplicação de algumas gotas do óleo essencial em bolas de algodão ou em compressas de pano, permitindo que ele evapore e libere o aroma.

 

Quais são os melhores óleos para cada ambiente?
Depois de escolher como usar os óleos essenciais, é preciso selecionar qual deles é o mais indicado para cada cômodo, dependendo das sensações que se deseja despertar. Veja algumas dicas!
1 – Sala
A sala é um ambiente em que se reúne amigos e familiares, sendo local de distrações e interações. Por isso, ele deve favorecer o bem-estar e o aconchego.
Neste caso, você pode colocar aromatizadores perto de janela, para que o próprio vento se encarregue de transportar as partículas para dentro do cômodo.
Os óleos mais indicados são:

  • Alecrim: para concentração e memória;
  • Canela: para aquecer o ambiente;
  • Ho Leaf: para acalmar o nervosismo;
  • Mandarina: para bem-estar e sensação de alegria.

2 – Cozinha
Na cozinha, os cheiros se misturam, devido à presença de temperos, ervas, alimentos e outras especiarias usadas para a preparação de pratos. Por exemplo, uma bancada pode ser um espaço para mescla de vários odores.
Ao mesmo tempo, é um local de prazeres, alegria e momentos nostálgicos. Sendo assim, recomenda-se o uso dos seguintes óleos essenciais:

  • Laranja: para estimular o apetite e aliviar o nervosismo;
  • Cravo e citronela: para espantar mosquitos e insetos;
  • Pimenta negra: para estimular o apetite e dar força;
  • Cardamomo: revitalizante e refrescante.

3 – Banheiro
O banheiro funciona como um escoador de energias, pois é o local em que as impurezas são mandadas embora.
Por isso, é um cômodo que pede cheiros de limpeza e pureza, tais como:

  • Pinho: é antisséptico, desodorizante e desinfetante;
  • Limão: é refrescante e bactericida;
  • Chá verde: é antimicrobiano e eficaz para eliminação de fungos;
  • Laranja: é refrescante e dá sensação de limpeza.

4 – Quartos
Os quartos são ambientes sagrados para cada um dos moradores da casa.
Afinal, é o cômodo mais particular, onde dormimos, temos relações sexuais, nos acalmamos e relaxamos. Para esse espaço, recomendam-se os óleos essenciais de:

  • Lavanda: ação calmante e sedativa;
  • Manjerona: relaxante e combate a insônia;
  • Camomila romana: ajuda no combate da ansiedade;
  • Canela: ação afrodisíaca e aquece o ambiente.

Conclusão
Além dos aromas citados anteriormente, vale a pena conhecer outros tipos de óleos essenciais, que podem ser ótimos para a sua personalidade e ajudar na manutenção de sentimentos.
A aromaterapia pode ser uma grande aliada para quem deseja melhorar as sensações do ambiente, e ter uma casa com energias e aromas equilibrados.

Fonte:https://blog.cyrela.com.br/aromaterapia/

 



UTILIZE NOSSOS CANAIS DIGITAIS
Tel: (21) 97445-8205